O que é Gonartrose no joelho? Principais dúvidas respondidas

A gonartrose, também conhecida como artrose do joelho, é uma doença degenerativa que causa desgaste da cartilagem que reveste as articulações do joelho. É uma das doenças reumáticas mais comuns no mundo, e no Brasil, atinge cerca de 20% da população adulta, especialmente mulheres acima dos 45 anos.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, a gonartrose é a terceira causa de afastamento do trabalho no país, representando ainda 30% a 40% de todas as consultas em ambulatórios de reumatologia.

Neste texto, vamos esclarecer as principais dúvidas que as pessoas costumam ter sobre a gonartrose, como os sintomas, as causas, os tratamentos e a prevenção. Continue a leitura!

O que é Gonartrose no joelho?

A gonartrose é uma condição que afeta a articulação do joelho, resultando em um processo degenerativo por desgaste na cartilagem do joelho.

A cartilagem é um tecido que reveste as extremidades dos ossos e permite que eles se movam suavemente. Na gonartrose, a cartilagem do joelho se desgasta gradualmente ao longo do tempo, causando dor, inchaço e rigidez na articulação.

Em um joelho normal, a cartilagem é lisa e permite que os ossos deslizem facilmente um sobre o outro. Já em um joelho com gonartrose, a cartilagem é irregular e pode ter áreas desgastadas, o que pode levar a dor e dificuldade de movimento 

A gonartrose é uma doença progressiva, o que significa que piora com o tempo. Não há cura, mas existem tratamentos que podem ajudar a controlar a dor e melhorar a função do joelho.

Leia também o texto sobre Epicondilite lateral do cotovelo

Diferenças entre um joelho normal e um joelho com Gonartrose

ilustração de um joelho normal e um joelho com artrose para ilustrar texto sobre o que é gonartrose
ilustração de um joelho normal e um joelho com artrose para ilustrar texto sobre o que é gonartrose
CaracterísticaJoelho normalJoelho com gonartrose
CartilagemLisa e brilhanteDesgastada ou inexistente
MovimentoSuave e sem dorDoloroso e rígido
OssosNão se tocamSe tocam

Quais são as causas da Gonartrose?

A gonartrose pode ser causada por vários fatores, incluindo:

  • Idade: A gonartrose é mais comum em pessoas acima dos 50 anos.
  • Fatores genéticos: Algumas pessoas têm um risco maior de desenvolver gonartrose devido a fatores genéticos.
  • Lesão: Uma lesão no joelho pode aumentar o risco de desenvolver gonartrose.
  • Sobrepeso: O excesso de peso coloca mais pressão nas articulações do joelho, o que pode acelerar o desgaste da cartilagem.
  • Atividades que exigem muito dos joelhos: Atividades como corrida, futebol e levantamento de peso podem aumentar o risco de desenvolver gonartrose.

Por que a Gonartrose no joelho é mais comum em mulheres acima de 45 anos?

Entre os 45 e os 55 anos de idade, a maioria das mulheres entra no período de menopausa, que é o período em que os ovários param de produzir estrogênio. 

Os hormônios femininos, como o estrogênio, podem ter um papel na cartilagem do joelho. O estrogênio pode ajudar a proteger a cartilagem do desgaste. Após a menopausa, os níveis de estrogênio diminuem, o que pode aumentar o risco de gonartrose.

Quais são os sintomas da Gonartrose?

Os sintomas da gonartrose podem variar de leves a graves. Os sintomas mais comuns incluem:

  • Dor no joelho: A dor pode ser pior com o esforço, como caminhar, subir escadas ou agachar.
  • Rigidez: O joelho pode ficar rígido ao acordar ou após um período de inatividade.
  • Inchaço: O joelho pode ficar inchado, especialmente após o esforço.
  • Crepitação ou ruído: O joelho pode fazer um som de crepitação ao se mover.
  • Instabilidade: O joelho pode ficar instável, o que pode dificultar a caminhada e outras atividades.

A dor pode piorar com o esforço, como caminhar, subir escadas ou agachar. A rigidez pode dificultar o movimento do joelho. O inchaço pode ser leve ou intenso.

Como é feito o diagnóstico da Gonartrose no joelho?

O diagnóstico da gonartrose é feito com base na história clínica do paciente, no exame físico e em exames de imagem, como raio-X, tomografia computadorizada ou ressonância magnética.

Quais são os tratamentos para a Gonartrose?

O tratamento da gonartrose é feito de acordo com a gravidade da doença. Os tratamentos mais comuns incluem:

  • Medicamentos: Os medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) podem ajudar a aliviar a dor e a inflamação.
  • Fisioterapia: A fisioterapia pode ajudar a fortalecer os músculos que sustentam o joelho e a melhorar a amplitude de movimento.
  • Tratamentos não cirúrgicos: Outros tratamentos não cirúrgicos, como acupuntura e injeções de ácido hialurônico, também podem ser úteis em alguns casos.
  • Cirurgia: A cirurgia é indicada apenas em casos graves de gonartrose que não respondem aos tratamentos não cirúrgicos.

Como prevenir a Artrose no joelho?

Não há cura para a gonartrose, mas existem medidas que podem ajudar a prevenir a doença, como:

  • Manter um peso saudável: O excesso de peso coloca mais pressão nas articulações do joelho, o que pode acelerar o desgaste da cartilagem.
  • Realizar exercícios regulares: Os exercícios regulares ajudam a fortalecer os músculos que sustentam o joelho e a melhorar a amplitude de movimento.
  • Evitar atividades que exigem muito dos joelhos: Se você tem gonartrose, é importante evitar atividades que causem dor ou desconforto no joelho.

Quem tem artrose no joelho pode fazer caminhadas?

Sim, quem tem gonartrose pode fazer caminhadas. A caminhada é um exercício aeróbico de baixo impacto que pode ajudar a fortalecer os músculos que sustentam o joelho, melhorar a amplitude de movimento e reduzir a dor.

No entanto, é importante que as pessoas com gonartrose comecem devagar e aumentem gradualmente a duração e a intensidade das caminhadas. É também importante usar calçados confortáveis e adequados para caminhadas.

Benefícios da caminhada para quem tem Gonartrose

Aqui estão alguns benefícios da caminhada para pessoas com gonartrose:

  • Reduz a dor
  • Melhora a amplitude de movimento
  • Fortalece os músculos
  • Melhora a saúde cardiovascular
  • Reduz o risco de obesidade
  • Reduz o risco de diabetes
  • Reduz o risco de doenças cardíacas
  • Reduz o risco de acidente vascular cerebral

Como é a Fisioterapia para quem tem Gonartrose?

O tratamento fisioterapêutico para a gonartrose tem como objetivo combater a sobrecarga da articulação, diminuir a dor, evitar ou combater o derrame articular, manter ou recuperar os movimentos de flexão e extensão do joelho, aumentar a flexibilidade das estruturas retraídas, aumentar a estabilidade do joelho e manter ou aumentar a funcionalidade do paciente.

As técnicas fisioterapeutas mais comuns para o tratamento da gonartrose incluem alongamentos, exercícios de fortalecimento muscular e exercícios de flexibilidade .Além disso, o tratamento pode envolver a utilização de calor, frio e eletroterapia 

É importante ressaltar que o tratamento deve ser feito de forma individualizada, pois nem sempre o que é indicado para um paciente serve para o outro.

Procurando Fisioterapia em Niterói? Na RB Fisio, oferecemos tratamento individualizado para pacientes com gonartrose.Temos experiência no tratamento dessa condição. 

Entre em contato conosco para agendar uma consulta e descobrir como podemos ajudá-lo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *